Follow by Email

segunda-feira, 28 de março de 2011

Educação Biocêntrica - teoria

 

 A teoria da Educação Biocêntrica vem sendo gestada no Ceará, enquanto processo pedagógico construído no diálogo permanente entre a teoria e a prática, desde a década de 80 do século passado, por Ruth Cavalcante e Cézar Wagner de Lima Góis e vem recebendo contribuições importantes de outros estudiosos.

Sua implantação vem recebendo o auxílio de muitos facilitadores de Biodança e de outros educadores abrangendo o ensino fundamental, educação especial, educação popular e ensino superior, estendendo-se atualmente também à ação comunitária e às organizações (Cavalcante, 2001).
Muito embora sua atuação ainda esteja restrita a essas áreas, a Educação Biocêntrica estende-se por todas as áreas de abrangência de ação relacional do ser humano. Muito mais que uma proposta pedagógica escolar, comunitária ou organizacional a Educação Biocêntrica passa a integrar um estilo de vida em favor da vida em um movimento constante de construção dialógica.
Enquanto teoria pedagógica, segundo Cavalcante (2001), a Educação Biocêntrica – a mais nova teoria inserida na chamada Tendência Pedagógica Evolucionária –, alia-se à Dialógica (Paulo Freire[1]), ao Construtivismo (Piaget, Vygotsky, Wallon, Emília Ferrero e Ana Teberosky) e ao Holismo (Pierre Weil e Roberto Crema).
A Tendência Pedagógica Evolucionária apresenta as seguintes características, segundo Cavalcante (2001: 38):
- compromisso com a vida: solidariedade com uma nova visão ético-política;
- busca a integração do ser humano com o Universo – cada parte do sistema contém informações do sistema completo.
- reeducação afetiva da vida e elevação do nível de consciência e desenvolvimento moral e ético;
- integração das ciências com as tradições, as artes, as religiões e a filosofia;
- novo código ligando mente ao coração, à sensação, à intuição, ao pensamento e ao sentimento;
- diálogo, codificação, decodificação e problematização da situação para compreensão do “vivido” até chegar ao nível mais crítico da realidade;
- cultivo das energias organizadoras e conservadoras da vida;
- compreensão de que tudo está em movimento, em constante fluxo de energia, em processo de mudança.
A Educação Biocêntrica, ainda para Cavalcante (2001), é reconhecida por:
- objetivar a reeducação da vida, ampliação de consciência, através do cultivo das energias organizadoras da vida e do desenvolvimento da inteligência afetiva;
- ter como referência, para o vínculo impulsionador das estruturas cognitivas, a vivência, os instintos e a expressão dos potenciais genéticos;
- realizar o fortalecimento da função de conexão com a vida;
- ser reflexiva e vivencial;
- propiciar o fortalecimento da pessoa como um todo;
- tomar a vida como referência para a construção do conhecimento, através da relação consigo mesmo, com o outro e com o ambiente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário